Seja bem-vindo ao fã site María Gabriela de Faría Brasil, sua maior e única fonte sobre a atriz venezuelana no mundo! Aqui você encontrará informações sobre seus projetos, campanhas e muito mais, além de entrevistas traduzidas e uma galeria repleta de fotos. Navegue no menu abaixo e veja todo o nosso conteúdo. María Gabriela de Faría Brasil é um site sem fins lucrativos que não é afiliado a María Gabriela de Faria, seus agentes, colegas de trabalho ou membros da família. Os direitos autorais de todas as imagens, filmagens e outras mídias pertencem a seus respectivos proprietários, não há intenção de violação de direitos autorais. Esse site é administrado por fãs.

A atriz venezuelana María Gabriela concede uma entrevista para o site La Guía Cultural, a atriz fala sobre o que a emociona, suas maiores lições e o legado em que ela trabalha para a comunidade latina que ela representa com tanto orgulho. Confira a tradução feita pela nossa equipe.

María Gabriela de Faría é uma das atrizes mais reconhecidas de sua geração que, com muita dedicação e disciplina, percorreu Hollywood. Sua alma está dividida entre atuação e ativismo: duas facetas que a posicionaram como uma artista de propósito na indústria.

“Meu maior aprendizado foi me dar o valor que eu preciso, que mereço, sem precisar dos outros”

María Gabriela de Faría

Carismática, com ideais firmes e talento de sobra: María Gabriela de Faría, a atriz venezuelana que percorreu o mundo com suas séries “Isa TKM” e “Grachi“, da Nickelodeon Latin America; e agora com projetos como Deadly Class , dos irmãos Russo, da Fox, e The Moodys , com os quais ele ingressou na indústria de entretenimento mais procurada do mundo.

Seu tempo em Hollywood não foi deixado sozinho em grandes produções, mas a levou a dar voz como ativista e filantropa por causas que ela defende no topo de seus pulmões: veganismo, direitos das mulheres e preservação do planeta. Em seu Instagram, constantemente a vemos inspirando outras pessoas a melhorar seu estilo de vida e a fazer um grão de areia por causas fundamentais para o futuro. 

Maria Gabriela se tornou um ícone para sua geração e para outras pessoas, que a viram crescer e evoluir como artista e como mulher. Vencedora de vários prêmios Kids ‘Choice e com sua determinação de continuar conquistando o mercado, temos a certeza de uma coisa: não há nada que ela não possa alcançar. 

Conversamos com María Gabriela no Guia Cultural e descobrimos o que a emociona, suas maiores lições e o legado em que ela trabalha para a comunidade latina que ela representa com tanto orgulho.

“Sem variedade, não há cultura e não há indústria”

María Gabriela de Faría

Como você descreve sua experiência como latina em Hollywood? Você sentiu uma mudança no setor nos últimos anos? 

Seria ingrata se eu dissesse que não tive oportunidades em Hollywood por ser latina. Tive a sorte de ter personagens maravilhosos em produções muito grandes e me considero muito feliz por isso. No entanto, Hollywood ainda tem um longo caminho a percorrer. Muitas vezes, eles procuram atrizes para personagens latinos que se parecem com latinas, mas na verdade são americanos. Para mim, isso não é inclusão, é a ilusão disso. Nem todas as produções são assim e é por isso que estamos vendo que a porta está ficando maior para atores estrangeiros. Cabe também aos latinos, que representam uma porcentagem muito alta de telespectadores e amantes do cinema, exigir ativamente mais representações na tela e atores estrangeiros como eu e milhares de pessoas que estão na cidade de Los Angeles.

Você foi ao redor do mundo como Maria na Deadly Class. Como foi trabalhar em uma produção desse valor?

Foi sem dúvida uma das coisas mais assustadoras e desafiadoras que já fiz na minha vida e, ao mesmo tempo, dos meus momentos mais felizes. Lembro-me claramente do meu primeiro dia no set e não acreditava na quantidade de câmeras, luzes, trailers, comida, tudo. Foi muito impressionante. Isso me fez redefinir quem eu sou para poder me colocar no lugar dessa mulher que agora trabalha na indústria do entretenimento mais reconhecida do mundo. Isso me fez pegar meus ovários e me lembrar todos os dias que eu merecia estar lá e que eu tinha que trabalhar duro para provar isso. Foi um presente que me deu vida e me deu não apenas uma posição na indústria americana, mas também amigos para toda a vida.

Você tem algum método para abordar um script e criar um personagem? 

Não sou casada com nenhuma técnica, embora tenha estudado técnicas diferentes e atualmente estou trabalhando com uma: o método Ivana Chubbuck. Como artista, tenho que ser flexível e estar no presente para saber o que preciso a cada momento e o que vai me ajudar e o que não vai. Meu último personagem no cinema: “The Exorcism Of God”, trabalhei com a técnica de Ivana, mas meu último personagem na televisão, fui mais com Mamet. Cada personagem e cada estágio de nossas vidas requer uma abordagem diferente.

Quais são os principais desafios que você enfrentou ao longo de sua carreira? Qual a lição mais valiosa que você aprendeu? 

Acredite em mim a história. Não me deixe afundar por portas fechadas e “falhas”, mas use-as como trampolim para continuar e acelerar meu aprendizado. Trabalhar fora de casa, como estrangeiro, como é o caso de todos os projetos, também não é fácil. Não ter um sistema de suporte perto de mim pode ser um desafio quando as coisas acabam ficando difíceis.

Meu maior aprendizado foi dar a mim mesmo o valor de que preciso, que mereço, sem precisar dos outros. 

Como atriz, você tem sido amplamente reconhecida no cinema e na televisão, gostaria de explorar o teatro? 

Eu já fiz teatro, mas não o suficiente. Na adolescência, fiz uma bela peça com canções de Joan Manuel Serrat no teatro Scene 8 em Caracas e viajei fazendo teatro musical na América Latina graças às séries da Nickelodeon. No entanto, é algo que eu adoraria fazer com muito mais frequência. 

O que você gostaria de alcançar no meio artístico? Que legado você gostaria de deixar? 

Gostaria que minha arte nos inspirasse e gerasse perguntas. Eu gostaria que quando as pessoas saem para ver um filme meu, uma série ou uma peça de teatro, se perguntam quem são e geram uma centelha de curiosidade, isso as excita a explorar o mundo e a si mesmas. Gostaria que sentissem o que sinto quando me expresso artisticamente. 

Você é porta-voz dos direitos dos animais há anos. O que o inspirou a se tornar vegana e a se juntar a esse movimento? 

Desde pequena, tenho uma veia especial para animais. Em minha casa, temos dois cães que são minhas irmãs caninas há treze anos. Eu cresci com elas. Em um dos meus projetos na Colômbia, e enquanto estava completamente sozinha, adotei minha gata Eleanor Rigby. O amor que eu sentia por ela era tão grande que acho que fez meu amor se expandir e se expandir até entender que não comunicava mais com a ideia de amar um e comer outro. 

Você também é uma defensora do meio ambiente, que pequenos passos podemos dar para mudar nosso estilo de vida e ajudar o planeta? 

Parar de óleo de palma é essencial. É uma tarefa difícil porque a maioria dos produtos possui, mas o óleo de palma é, para mim, um dos principais inimigos do meio ambiente. Apenas pesquisando “óleo de palma” e “ambiente”, eles têm informações suficientes para deixá-lo por toda a vida. Reserve alguns minutos extras no super mercado para garantir que escolhemos a opção sem óleo de palma, mas vale a pena. 

Reduzir. Reduza nosso consumo da melhor maneira possível. Adote um estilo de vida “redutariano”. Reduza o uso de plástico descartável, o consumo de recursos como água e energia e, claro, o consumo de produtos de origem animal. 

Como você consegue equilibrar suas facetas como atriz e ativista? 

Eu acho que eles andam de mãos dadas. Ser precisamente atriz e ter voz e plataforma me motiva a me tornar uma ativista melhor e mais informada. Considero essas duas facetas uma, igualmente importantes.

A telenovela criada por criada por Mariela Romero, também criadora da telenovela juvenil Isa TKM, Grachi, protagonizada por Isabella Castillo, completou 9 anos de estreia no dia 2 de maio.

Os atores junto com a emissora da telenovela criaram a dar suspeitas que haveria uma transmissão ao vivo do elenco em forma de comemoração ao aniversário de Grachi. Em uma postagem do site da Nickelodeon, onde falava 8 curiosidades do elenco, foi confirmado que a emissora latina iria reprisar a telenovela no dia 01 de junho.

Na última cena do último capítulo da primeira temporada de GrachiMaria Gabriela de Faria aparece pisoteando uma flor, trajada a um estilo gótico e com mexas coloridas no cabelo que contorna a expressão de bruxa má de Mia Novoa, marcando assim a chegada daquela que iria causar na segunda temporada da novela, assim como era dito pela Nickelodeon nas chamadas da trama antes de sua estréia.

A telenovela será transmitida no dia 01 de junho ás 22h30 no horário de Brasília.

Confira já a chamada para a reestréia de Grachi no Brasil!

María Gabriela é citada recentemente em tweet feito por Mercy For Animals. Confira já a tradução feita pela nossa equipe.

Marie Claire México destacou o trabalho da Mercy For Animals em sua edição de abril, “Age of Conscience”. Nesta publicação, a atriz María Gabriela de Faría (@mgabrieladfc) ela também falou sobre o que a inspira a defender os animais e apoiar o nosso trabalho.

“Com presença no Canadá, Índia, China, Brasil e México, visa erradicar completamente a exploração de animais. Esse sonho surge em 1999, quando com apenas 15 anos de idade, Milo Runkle decidiu fundar a Mercy for Animals, uma associação que se esforça para alcançar o respeito dos animais, através de uma transformação do sistema alimentar atual. Hoje, a Mercy For Animals Latin America desempenha a mesma função por alcançar uma realidade longe de maus tratos e abuso de espécies. “Até que todos estejam livres, nosso trabalho terá terminado quando não houver mais animais explorados para alimentação”, é o objetivo do grupo. A deficiência de nossos alimentos atuais é uma bomba-relógio. Por trás dos produtos alimentares origem animal existe sofrimento uso inimaginável e insustentável de recursos não renováveis ​​e um impacto devastador no meio ambiente, na saúde pública e nas comunidades mais vulneráveis. “A justiça animal, para mim, é um mundo onde os animais são vistos com os mesmos olhos que nós, humanos”, compartilha Maria Gabriela de Faria, atriz vegana e ativista dessa causa. “Somos todos ativistas, seja de propósito. Promovemos um estilo de vida ou outro através do que compartilhamos diariamente com o mundo. Nossa influência é muito maior do que pensamos”. Mesmo com isso, há muito o que fazer, mas estamos comprometidos em ser a geração que está na história para compensar os imensos danos ao planeta Terra.”

María Gabriela de Faría conta para a organização de proteção animal “Mercy For Animals” o que a fez se tornar vegana e como sua gata de rua, Eleanor Rigby, foi importante para o processo.

Assista já no YouTube o vídeo completo legendado pela nossa equipe:

DESENVOLVIDO POR lannie d. • SOME RIGHTS RESERVED MARÍA GABRIELA DE FARÍA BRASIL • HOSTED BY FLAUNT NU